Pequi sem espinho entra no mercado em 2 anos

Agronegócio

Pequi sem espinho entra no mercado em 2 anos

O pequi sem espinho é o mais recente incremento à culinária goiana
Por:
412 acessos

O pequi sem espinho é o mais recente incremento à culinária goiana. Ainda novidade, as mudas do pequizeiro serão possíveis a partir de dezembro de 2011, quando a Secretaria de Agricultura (Seagro) terá em viveiro a quantidade ideal para distribuição. A confirmação é do secretário Leonardo Veloso, que fez questão de realizar no pátio do órgão o plantio simbólico de uma muda da espécie.

Veloso ressaltou que, além do caráter econômico, a variedade do fruto apresenta as vantagens nutricional e ecológica. "Vamos oferecer as mudas, também, àqueles que desconhecem o fruto. Mas, para isso, serão necessários dois anos, até que tenhamos multiplicado o experimento." Até lá, afirma, a Secretaria terá 800 mudas em viveiro.

A variedade sem espinho do fruto resulta de pesquisas conduzidas pela Seagro e Embrapa Cerrado/Transferência de Tecnologias Rurais. Os recursos para o estudo foram do Governo estadual, cabendo à Embrapa a contrapartida em infraestrutura. Respondem pela pesquisa os engenheiros agrônomos Elainy Botelho Carvalho Pereira (Seagro) e Ailton Vitor Pereira (Embrapa), ambos com doutorado em Fitotecnia. A pesquisa teve início em 2002.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink