Perdigão investe para ampliar exportações em 16% em 2003


Agronegócio

Perdigão investe para ampliar exportações em 16% em 2003

Por: -Admin
2 acessos

A Perdigão estabeleceu como meta aumentar em 16% o volume de exportação para este ano. As expectativas têm como respaldo a reestruturação da área de vendas externas da empresa, que será concluída até o final deste mês.

O projeto, iniciado há cerca de um ano e batizado como Exporta Sim, mobilizou 250 pessoas e envolveu duas consultorias internacionais. A Ernst & Young revisou, atualizou, uniformizou e integrou todos os procedimentos adotados pela operação de exportação nas áreas de vendas, planejamento de produção, logística e tecnologia da informação e nas filiais do exterior, que vão atuar de forma mais integrada, e a Booz Allen Hamilto desenhou a estrutura que passa a operar a partir de agora.

A nova estrutura — liderada por Antonio Augusto De Toni, diretor de exportação – mantém as gerências de vendas do Japão, Extremo Oriente, Oriente Médio e Américas/África e vai permitir à empresa assumir as operações da BFF (Brazilian Fine Foods). O escritório da trading será transferido para a Holanda, onde vai funcionar utilizando a mesma estrutura da gerência geral da Europa, criada agora para coordenar todas as operações na Europa, envolvendo os escritórios de vendas de Londres e Amsterdã. A equipe de profissionais da área de exportação foi reforçada com a transferência de Duncan Potter (Diretor Executivo da BFF) para assumir o mercado da Europa e a contratação de Maritza Krauss para a gerência de vendas da Eurásia.

Com o objetivo de dar melhor atendimento ao cliente internacional, a nova gerência geral da Europa ganha como reforço dois técnicos. O primeiro será responsável por pesquisa e desenvolvimento de produtos, embalagens e formulações e o segundo vai garantir a qualidade ao cliente, processo que envolve desde o planejamento de vendas até a chegada dos produtos ao portos europeus. A reestruturação tem como objetivo ampliar os negócios da Perdigão na Europa e conquistar novos mercados.

Para garantir ainda, mais agilidade, redução de custos e maior segurança das informações, a Perdigão transferiu cerca de 60 funcionários dos departamentos de documentação e logística, para a cidade portuária de Itajaí (SC), de onde são exportados 80% dos volumes da empresa para mais de 40 países.

O processo de internacionalização da Empresa avançou com a criação da marca Perdix, em 2001. No ano passado, a companhia instalou a gerência de vendas do Oriente Médio, em Dubai, nos Emirados Árabes, um escritório de vendas em S - Hertogenbosh, na Holanda, e criou a coordenação de marketing para exportação. De janeiro a setembro de 2002, as exportações totalizaram R$ 831,4 milhões, com previsão de fechamento do exercício na casa de R$ 1,2 bilhão, o que representa 41% do faturamento líquido da empresa, no ano passado.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink