Pesca deverá ter mesma visibilidade que agropecuária, diz Ideli

Agronegócio

Pesca deverá ter mesma visibilidade que agropecuária, diz Ideli

Ministra destacou o potencial marítimo e de água doce de que o Brasil dispõe
Por: -Lourenço Canuto
938 acessos

A ministra Ideli Salvatti afirmou nesta segunda-feira (3), ao assumir o Ministério da Pesca e Aquicultura, que "o desafio traçado pela presidenta Dilma Rousseff é para que o setor tenha o impulso e a visibilidade da agricultura e da agropecuária". Ideli destacou o potencial marítimo e de água doce de que o Brasil dispõe para a produção de pescados, lembrando que "a Amazônia tem tudo para produzir muito mais peixe do que carne bovina. Por isso, o desenvolvimento da pesca tem o seu lado de preservação ambiental".

A ministra lembrou que, há oito anos, o Ministério da Pesca era apenas um departamento do Ministério da Agricultura, com poucos funcionários, até ser criada, em 2003, uma secretaria para tratar do setor. Seu antecessor, Altemir Gregolin, enfatizou a importância da criação do ministério, “um órgão de interesse público, dando-lhe estrutura capaz de representar 1 milhão de pessoas que historicamente estavam esquecidas e alijadas de políticas públicas, entre pescadores e aquicultores".

Dados do ministério indicam que, em oito anos, a produção de pescado no país cresceu 25% e o consumo de peixes pela população subiu, nos últimos dois anos, de 6 quilos para 9 quilos por ano. Pela sua importância econômica, com a possibilidade de geração de emprego e renda, o setor pesqueiro estaria, assim, inserido no conjunto de ações que vão ser desenvolvidas pela presidenta Dilma Rousseff para acabar com a miséria, acredita Gregolin.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink