Pesquisa dos EUA mostra como combater síndrome da soja
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,156 (0,78%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (-0,36%)

Imagem: Marcel Oliveira

EUA

Pesquisa dos EUA mostra como combater síndrome da soja

A SDS geralmente se desenvolve no início da estação de crescimento
Por: -Leonardo Gottems
258 acessos

A pesquisa da Southern Illinois University Carbondale (SIU) descobriu uma nova ferramenta para combater a síndrome da morte súbita (SDS) na soja. Mirian Pimentel, estudante de doutorado em ciências agrícolas da SIU, descobriu que vários fungos benéficos podem atuar como um agente de controle biológico (BCA) para reduzir o patógeno que causa a SDS. 

A SDS geralmente se desenvolve no início da estação de crescimento durante o clima mais frio e alta umidade do solo. Pimentel disse que a pesquisa “abre portas para a indústria agrícola explorar os promissores agentes de biocontrole que caracterizamos e desenvolver produtos de baixo custo com formulação otimizada que podem estar disponíveis para os agricultores gerenciarem o SDS”. 

Ela também disse que a pesquisa pode ser expandida para combater outras doenças que afetam a soja e possivelmente outras culturas. Seu trabalho foi publicado recentemente na Plant Disease , um jornal de patologia vegetal, e foi supervisionado por Ahmad Fakhoury e Jason Bond, professores da Escola de Ciências Agrícolas da SIU. 

A síndrome da morte súbita (“sudden death syndrome (SDS)”) é uma doença grave e emergente em soja (Glycine max), causada pelo fungo Fusarium virguliforme (F. solani f. sp. glycines). Essa doença desenvolve-se melhor em climas frios e úmidos. 

“As opções de gerenciamento da doença são limitadas. Por ser um patógeno de solo, após o início dos sintomas ainda não há tratamento eficaz. Dessa forma, o foco está na utilização de estratégias de prevenção e medidas para controlar os fatores que podem aumentar a severidade da doença em campo”, comenta o portal Mais Soja. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink