Pesquisadores buscam cana-de-açúcar adaptada ao clima gaúcho


Agronegócio

Pesquisadores buscam cana-de-açúcar adaptada ao clima gaúcho

Ideia é disponibilizar materiais de elite para a obtenção do etanol
Por:
9324 acessos
O Rio Grande do Sul produz cerca de 10 milhões de litros por ano de etanol. Isto representa apenas 2% de todo o consumo do Estado. A grande parte do combustível utilizado pelos gaúchos é importada do centro do país, o que aumenta o custo logístico.

Para buscar soluções, produtores, entidades de pesquisa e revendedores querem viabilizar a cadeia produtiva no Rio Grande do Sul. O primeiro passo parte da pesquisa, que trabalha na adaptação da cana-de-açúcar ao clima gaúcho. Pesquisadores estão testando materiais genéticos resistentes ao frio e à seca, com o objetivo de obter produtividades médias similares a de estados como São Paulo e Paraná.

O pesquisador da Embrapa Clima Temperado, Sérgio Delmar dos Anjos, avalia que os resultados, até o momento, tem sido positivos.

- Nossos resultados iniciais tem sido muito interessantes na área de produtividade dos genótipos de cana como também na parte de aduvação, fixação biológica de nitrogênio, que é uma coisa importantíssima, que interfere no custo de produção - salienta.

O projeto conta com profissionais de Unidades da Embrapa, universidades e empresas sucroalcooleiras. A pesquisa é dividida em segmentos. A Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Sul (Fepagro), por exemplo, está cuidando da fixação do nitrogênio. Já na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) são feitos estudos sobre adubação, preparo de solo e fixação biológica do nitrogênio.

Na serra gaúcha, uma pesquisa da Fepagro está buscando resgatar variedades crioulas. Segundo a pesquisadora da Fundação, Caren Lamb, muitas variedades existentes há mais de 50 anos não possuem caracterização. A ideia é obter materiais também para a formulação do etanol.

- Sabemos que muitas regiões do nosso Estado não possuem condições adequadas para a cana-de-açúcar devido às geadas. Por isso estamos caracterizando estes materiais, buscando materiais tolerantes ao frio para podermos, então, para a produção de açúcar e a obtenção do etanol - informa.

A pesquisadora informa que a pesquisa está em andamento e a ideia é disponibilizar materiais de elite para a obtenção do etanol.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink