Agronegócio

Pesquisadores participam de publicação internacional sobre fruteiras tropicais

O Centro de pesquisa Bioversity International, vinculado ao CGIAR, acaba de lançar um livro.
Por:
381 acessos

O Centro de pesquisa Bioversity International, vinculado ao Consórcio Internacional de Pesquisa Agropecuária (CGIAR), acaba de lançar o livro Tropical Fruit Tree Diversity: Good pratices for in situ and on-farm conservation, que aborda a conservação de recursos genéticos de fruteiras em todo o planeta.

A publicação traz informações de experiências em diversos países, como Índia, China, Nepal, Tailândia e Indonésia. Duas experiências brasileiras, desenvolvidas pela Embrapa, foram selecionadas como referência para a obra – relacionadas à mangaba, fruto nativo do Cerrado e litoral do Nordeste, e ao butiá, palmácea presente de Minas Gerais ao Rio Grande do Sul.

O capítulo Promoting community management of underutilized tropical and subtropical fruit genetic resources in Brazil teve a participação dos pesquisadores Josué Francisco da Silva Júnior, da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), Dalva Maria da Mota, da Embrapa Amazônia Oriental (Belém, PA), e Rosa Lia Barbieri , da Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS).
 
No trecho, os pesquisadores abordam experiências desenvolvidas in situ – em seu local de origem – e on farm – em sítios de conservação – dos recursos genéticos da mangaba (Hancornia speciosa) e Butiá (Butia odorata) junto a comunidades tradicionais e agricultores familiares.

O capítulo reúne um conjunto de boas práticas de manejo destas duas espécies que se encontram ameaçadas de extinção em suas regiões de ocorrência natural, envolvendo a troca de saberes entre os cientistas e as comunidades tradicionais envolvidas, que dependem do extrativismo dessas espécies para garantir seu sustento.
 
Já o capítulo Amazonian fruits: how farmers nurture nutritional diversity on farm and in the forest é fruto da parceria entre os pesquisadores da Embrapa Amazônia Oriental, José Edmar Urano de Carvalho, Alfredo Kingo Oyama Homma e Antonio José Elias Amorim de Menezes, e do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa), Patricia Shanley e Charles R. Clement, e aborda frutas nativas da Amazônia e o papel dos produtores e extrativistas da região na conservação da sua diversidade.

O livro está à venda em formato físico no site da editora Routledge, do grupo Taylor & Francis, e também pode ser comprado também em formato eletrônico para leitura em computadores e dispositivos móveis.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink