PF diz que quer garantir funcionamento do Margen

Agronegócio

PF diz que quer garantir funcionamento do Margen

Por:
2 acessos
A Polícia Federal assumiu uma dupla tarefa nas investigações do Frigorífico Margen: quer punir os dirigentes envolvidos e, ao mesmo tempo, garantir a manutenção do funcionamento da empresa. "Há uma preocupação de não paralisar a atividade da empresa porque certamente haveria impacto na economia", afirmou ao Valor, a chefe da Divisão de Repressão a Crimes Previdenciários da PF, delegada Mirânjela Maria Batista Leite.


Os sócios do grupo Margen são acusados de falsidade ideológica, sonegação fiscal, tráfico de influência, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Se condenados, os sócios deverão ser presos em regime fechado. Os bens da empresa seriam todos apreendidos. Como manter o funcionamento nessas condições?

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink