Pilares de exportação devem ter destaque no país em cinco anos
CI
Agronegócio

Pilares de exportação devem ter destaque no país em cinco anos

Tendência é de nos próximos cinco anos Rondonópolis, Sorriso e Sapezal seguirem disputando o primeiro lugar no ranking estadual
Por:
Conforme o economista Vitor Galesso, a tendência é de nos próximos cinco anos Rondonópolis, Sorriso e Sapezal seguirem disputando o primeiro lugar no ranking estadual e seguirem entre os principais exportadores do Brasil, como se vê hoje.

“Rondonópolis e Sorriso tiveram maior destaque, ficando entre as 50 que mais exportaram, por terem as principais tradings mundiais instaladas nelas. Mas, este detalhe é só um fator. Tivemos aumento da demanda chinesa por alimentos, principalmente a soja, e a quebra da safra nos Estados Unidos, que inclusive ajudou para elevar os preços das commodities”. 

Sapezal, por ter dado a largada na colheita da soja 2011/2012, seguiu líder nos envios de Mato Grosso de janeiro a março. De abril a julho Sorriso assumiu o posto e Rondonópolis puxou para si a liderança desde agosto. Entre as 100 cidades mais exportadoras Nova Mutum, segundo o MDIC, ficou na 69ª colocação no Brasil com US$ 550,3 milhões, Primavera do Leste em 75º com US$ 511,6 milhões, Lucas do Rio Verde em 81ª com US$ 482,1 milhões e Campo Novo dos Parecis 89ª com US$ 422,04 milhões. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink