Pintos de corte: em outubro apenas o 7º maior volume do ano
CI
Produção

Pintos de corte: em outubro apenas o 7º maior volume do ano

A produção acumulada em 10 meses soma 5,170 bilhões de cabeças
Por:

O levantamento efetuado pela APINCO aponta que, pela primeira vez nos 11 meses decorridos entre dezembro de 2016 e outubro de 2017, a produção brasileira de pintos de corte apresentou aumento efetivo em relação ao mesmo mês do ano anterior: em outubro produziram-se 521,3 milhões de pintos de corte, volume mais de 2% superior ao do mesmo mês de 2016.

Porém, bem ao contrário de anos anteriores, a produção do décimo mês do ano não foi a maior do exercício. Aliás, em valores reais (isto é, considerado o número de dias do mês – gráfico abaixo, à direita) foi apenas a sétima do ano, ficando aquém do que foi registrado em janeiro, fevereiro, abril, maio, junho e agosto.

Com o resultado mais recente, a produção acumulada em 10 meses soma 5,170 bilhões de cabeças, volume 3,61% menor que o de idêntico período de 2016. Já nos últimos 12 meses o total produzido supera ligeiramente os 6,250 bilhões de cabeças, quantidade que representa recuo de 2,77% sobre os mesmos 12 meses anteriores.

Supondo-se que a produção do bimestre final de 2017 mantenha, aproximadamente, a média diária registrada no trimestre agosto/outubro – diariamente, perto de 16,850 milhões de pintos de corte – o total anual não irá muito além dos 6,2 bilhões de cabeças, cerca de 4% a menos que os 6,450 bilhões de cabeças de 2016. Esse pode ser, também, o menor volume dos últimos quatro anos. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.