Pintos de corte: produção negativa pelo sexto mês consecutivo
CI
Agronegócio

Pintos de corte: produção negativa pelo sexto mês consecutivo

Esse foi o sexto mês consecutivo em que a produção do setor registrou resultados menores que os de idêntico mês do ano anterior
Por:
O levantamento mensal da APINCO aponta que em janeiro passado foram produzidos no Brasil 514,079 milhões de pintos de corte, volume próximo, mas ainda inferior, ao registrado em janeiro de 2012.

Esse foi o sexto mês consecutivo em que a produção do setor registrou resultados menores que os de idêntico mês do ano anterior.

Cumulativamente, a produção desses seis meses (agosto de 2012 a janeiro de 2013) recuou 6,13%, isto significando que retrocedeu a níveis próximos dos alcançados no primeiro semestre de 2010.

Comparativamente ao mês anterior, dezembro de 2012, o volume de pintos de corte produzidos seguiu caminho oposto e voltou a aumentar (mais de 3%), o que deixa a impressão de que o setor já começou a esquecer os problemas anteriores - de oferta excessiva, de custos altíssimos e de retorno negativo.


Mas talvez não seja bem assim. Pois embora dezembro e janeiro sejam meses de 31 dias, o último dezembro foi tecnicamente mais curto que o mês seguinte. Isto, sem contar que o próprio setor havia programado reduzir o número de incubações no final do ano. Em decorrência, é provável que a produção diária de janeiro de 2013 tenha sido menor que a registrada em dezembro.


Independente disso, a realidade é que a produção acumulada em 12 meses permanece decrescente. No fechamento de 2012 havia recuado 3,81% em relação a idêntico período anterior. Nos 12 meses encerrados em janeiro de 2013, apresentava queda de 4,08% em comparação ao mesmo período anterior. E como somou pouco mais de 6 bilhões de cabeças, encontra-se agora nos mesmos níveis alcançados em janeiro de 2011.




Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.