Plano Agrícola contemplará cooperativas
CI
Agronegócio

Plano Agrícola contemplará cooperativas

O montante de recursos disponibilizados para esse programa é de R$ 3 bilhões
Por:
As cooperativas de produção agropecuária terão maior acesso aos recursos para a safra 2012/2013 e juros mais baratos. Esses valores poderão ser acessados pelos associados. Isto porque propostas apresentadas pelo sistema cooperativista ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) foram contempladas no novo Plano Agrícola e Pecuário, lançado dia 28 de junho.


Os destaques estão no Programa de Capitalização de Cooperativas Agropecuárias (Procap-Agro), cujo objetivo é apoiar as cooperativas de produção agropecuária, pesqueiras e aquícolas por meio de estímulos de crédito para a recuperação ou reestruturação patrimonial. O montante de recursos disponibilizados para esse programa é de R$ 3 bilhões, o que corresponde a um aumento de 50% em relação à safra anterior.


O Procap-Agro conta com a modalidade capital de giro, com limite de crédito que passa a ser de R$ 40 milhões por cooperativa, podendo ser ampliado para até R$ 50 milhões, quando contratado por cooperativa central. Para a safra 2012/2013, foi autorizada a concessão de crédito diretamente àscooperativas para saneamento financeiro por meio da integralização de quotas-partes. As cooperativas da região Sul poderão obter o financiamento do Procao-Agro com taxa de juros de 5,5% ao ano, a título de crédito emergencial, em decorrência das perdas ocasionadas pela estiagem durante a safra 2011/2012.


Outra novidade são as alterações nas normas de enquadramento das ações desenvolvidas no âmbito do Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop). Com a medida, o Governo reiterar a abrangência de todos os setores cooperativos de produção. Esse programa conta com a disponibilidade de recursos de R$ 2 bilhões para apoio financeiro aos à produção, beneficiamento, industrialização e armazenagem de produtos agropecuários, às ações de adequação sanitária e de recuperação de solos. E o limite de financiamento passa de R$ 60 milhões para R$ 100 milhões.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink