Plano diretor da Agrishow será apresentado em junho próximo
CI
Agronegócio

Plano diretor da Agrishow será apresentado em junho próximo

Por:
Compromisso é da BTS Informa, companhia que assumiu a organização a partir deste ano

A BTS Informa assumiu a promoção e organização da Agrishow em fevereiro último, dois meses antes da realização da feira que acaba nesta sexta-feira (3). 

Apesar dos riscos de organizar um evento com mais de 10 mil máquinas de 790 marcas expostas, e de receber um público técnico de mais de 150 mil pessoas, o resultado cumpriu as expectativas da empresa, que tem origem inglesa.

Tanto que Marco Basso, presidente da BTS Informa na América Latina, já assumiu outro desafio: entregar até junho próximo a proposta do plano diretor da Agrishow para as quatro instituições realizadoras do evento, a Associação Brasileira do Agribusiness (Abag), Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Sociedade Rural Brasileira (SRB) e Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda).


O plano diretor é considerado estratégico para estruturar a Agrishow, que oficialmente ficará no Polo Regional de Agronegócios, da Secretaria estadual da Agricultura e do Abastecimento, por 30 anos a partir deste ano.

Segundo Basso, entre as propostas que devem integrar o plano está a previsão de realizar uma segunda feira no mesmo local da Agrishow, mas não ligada a máquinas agrícolas. “Pode ser focada em animais e ser feita no segundo semestre”, diz.

Outras propostas, emenda, dizem respeito à circulação dos visitantes, que hoje caminham pelos 440 mil metros quadrados da área de exposição. A ideia é ter veículos coletivos circulando de ponto a ponto da área.

No caso dos estacionamentos, que continuaram um problema no feriado em parte da última quarta-feira (1º), uma proposta é sugerir aos expositores que deixem os veículos nos hotéis e locais de hospedagem, e sigam de coletivos para a feira. Essa medida aliviaria em quase duas mil as vagas do estacionamento.


Sobre asfaltar as ruas do local, que hoje recebem pedriscos, Basso diz ser uma medida que comprometeria os recursos financeiros a serem investidos pela Informa. A empresa paga R$ 20 milhões pela concessão da feira pelos 30 anos.

O executivo lembra, também, que o plano irá incluir fiação elétrica subterrânea e locais de descanso (lounges).

Realizador amplia leque de atuações

Formado em engenharia civil e em administração de empresas, Marco Basso se considera um executvo urbano, já que administra as feiras técnicas da BTS Informa, a maioria em recintos fechados.

Mas ele lembra que possui um pé no agronegócio. Nascido em São José do Rio Preto, cresceu na propriedade rural da família.

“Agora, com a Agrishow, retomo o trabalho de gestão diretamente ligado ao campo”, diz.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.