Planta de batata OGM brilha ao estresse
CI
Imagem: Pixabay
ESTUDO

Planta de batata OGM brilha ao estresse

Os pesquisadores introduziram um novo gene nos cloroplastos da planta
Por: -Leonardo Gottems

A batata experimental foi geneticamente modificada por cientistas da Universidade Hebraica de Jerusalém, com o objetivo de expressar uma proteína fluorescente em resposta a moléculas reativas que ajudam a mitigar o estresse (como seca ou calor) nas plantas. A equipe agora planeja desenvolver ainda mais o conceito e aplicá-lo a outras culturas. 

Um dos desafios da agricultura está no fato de que, quando as plantas aparecem doentes ou estressadas, pode ser tarde demais para resolver o problema. No entanto, um novo tipo de batata é projetado para alertar os agricultores por meio da fluorescência nos estágios iniciais do estresse. 

Os pesquisadores introduziram um novo gene nos cloroplastos da planta, que são organelas (estruturas subcelulares) que realizam a fotossíntese. Este gene expressa uma proteína fluorescente em resposta à presença de espécies reativas de oxigênio; São moléculas químicas altamente reativas produzidas para ajudar a mitigar o estresse, embora também possam prejudicar a planta se se acumularem em suas células. 

Simplificando, quanto mais estresse uma planta experimenta, mais espécies reativas de oxigênio ela produz. No caso da nova batata, isso, por sua vez, faz com que ela produza mais proteína fluorescente, de modo que quanto mais estressada a planta estiver, mais brilhante será sua fluorescência. E embora a fluorescência não possa ser vista a olho nu, os cientistas foram capazes de detectá-la usando uma câmera fluorescente altamente sensível. 

“Fomos capazes de monitorar os sinais de fluorescência emitidos pelos biossensores e notamos o acúmulo de espécies reativas de oxigênio durante as respostas de fase inicial a condições de estresse, como seca, temperaturas extremas e muita luz " , diz Rosenwaser. 

 A equipe agora planeja desenvolver ainda mais o conceito e aplicá-lo a outras culturas. Na verdade, uma tecnologia semelhante, mas não relacionada, já foi comercializada pela empresa InnerPlant, com sede na Califórnia, que lançará comercialmente uma planta de tomate que fica fluorescente quando estressada. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.