Plantas medicinais são chave para entender outras culturas

MUNDO

Plantas medicinais são chave para entender outras culturas

Plantas medicinais são de especial interesse por causa de seu papel na manutenção da saúde das pessoas
Por: -Leonardo Gottems
55 acessos

Pesquisadores da Universidade de Oslo, na Noruega, afirmam que as plantas medicinais podem ser a chave para entender algumas das outras culturas da humanidade. Isso porque, eles desenvolveram uma nova metodologia para comparar a fitoterapia que também pode ser usada para entender a transferência de tradições culturais. 

"Para resumir, há uma mudança no uso de substâncias, já que as pessoas estão abertas a medicamentos prescritos pelo médico. Ao mesmo tempo, os conhecimentos e crenças tradicionais sobre o uso de plantas são mantidos vivos, embora as tradições também mudem com o tempo”, explicou Irene Teixidor-Toneu, pós-doutoranda na Universidade. 

De acordo com ela, há sempre uma combinação de razões pelas quais uma planta é selecionada para uso, e isso diz muito sobre a sociedade que a escolhe. "Em estudos de diversidade e conservação de plantas, existem muitos modelos ecológicos que não levam em conta as pessoas. Se você pensar na vegetação da área do Mediterrâneo, por exemplo, você não faz nada se não considerar os seres humanos e sua influência. Afinal, a região foi moldada e desenvolvida pelo homem por milênio”, indica. 

"Houve um mosaico de abordagens e métodos porque pessoas de diferentes origens se uniram, sem um quadro teórico comum. Pesquisadores de ciências humanas e cientistas naturais geralmente têm abordagens diferentes. Nos últimos anos, vimos alguns artigos que tentam unir e definir a etnobiologia como uma disciplina, mas ainda há muitas maneiras de considerar a interação de pessoas e plantas”, completa ela. 

Plantas medicinais são de especial interesse por causa de seu papel na manutenção da saúde das pessoas. Métodos filogenéticos comparativos podem permitir aos pesquisadores estudar a diversidade de aplicações de plantas medicinais em diferentes culturas e também inferir mudanças no uso de plantas ao longo do tempo, finaliza ela. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink