Plantio de grãos no Tocantins aponta crescimento de 14,6% na safra 12/13
CI
Agronegócio

Plantio de grãos no Tocantins aponta crescimento de 14,6% na safra 12/13

ompanhia Nacional de Abastecimento, Regional Tocantins, divulgou o oitavo levantamento com estimativa de aumento do plantio de 817,610 mil hectares
Por:
A cada levantamento de intenção de plantio de grãos para a safra 2012/2013, divulgado, a agricultura tocantinense apresenta crescimento com relação à safra 2011/2012, e mostra um cenário otimista para a agricultura. No último dia 10, a Conab – Companhia Nacional de Abastecimento, Regional Tocantins, divulgou o oitavo levantamento com estimativa de aumento do plantio de 817,610 mil hectares, 10,3% ou 76,60 mil hectares superior à área cultivada na safra anterior, que totalizou 741,01 mil hectares.


A estimativa da produção neste levantamento alcançou um volume de 2.728,99 mil toneladas, índice de 14,6% superior ao produzido na safra 2011/2012, que foi de 2.381,28. A soja, principal carro chefe na agricultura do Estado continua em destaque, com estimativa de crescimento de 19,8% na produção, com 1.655,96 mil toneladas. Na safra passada, a área plantada foi de 451,16 mil hectares, e a previsão para esta safra é de 545,76 mil hectares, ou seja, 21% de crescimento.


Segundo o levantamento, o milho safrinha vem em segundo no crescimento de produção. O Tocantins deve colher 9,2% a mais na safra 2012/2013, passando de 187,17 para 204,33 mil toneladas. Já o arroz está previsto queda na área de 2,3%, com 117,13 mil hectares, enquanto que a produção a previsão é de aumento de 21,5%, passando de 443,04 para 538,36 mil toneladas. A produtividade também deve aumentar 24,4%, na safra passada foi de 3.695 para 4.596 quilos por hectare.


O engenheiro agrônomo e assessor executivo de Desenvolvimento Vegetal da Seagro – Secretaria da Agricultura e Pecuária José Américo Vasconcelos explica que os bons preços dos grãos incentivaram os produtores a investir mais em tecnologia, o que fez aumentar a produtividade, e também elevar a área plantada, refletindo diretamente na produção. “Outros fatores como a logística que o Estado oferece, as condições climáticas e a disponibilidade de terras para plantio também influenciaram positivamente”, acrescenta.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.