Plantio de soja no Mato Grosso ameaça floresta amazônica

Agronegócio

Plantio de soja no Mato Grosso ameaça floresta amazônica

Por:
1 acessos

O jornal britânico Financial Times traz uma matéria em que afirma que a rápida expansão do setor agrícola brasileiro está contribuindo para a derrubada da floresta amazônica. A reportagem ainda diz que já indícios de que o governo sabia do problema, mesmo tendo negado durante anos.

As evidências vêm de um estudo que está sendo finalizado por um grupo de organizações ambientais. Os autores do relatório dizem que os plantadores de soja propiciam o desflorestamento ao empurrar pecuaristas e plantadores de arroz para dentro da floresta, já que a plantação de soja aumentou mais de 50% desde 2001 e trouxe para o País mais de US$ 10 bilhões.

Roberto Smeraldi, coordenador do estudo feito pelo Fórum Brasileiro e mais 19 organizações ambientalistas, disse em entrevista ao jornal que “a cultura de soja induz ao desflorestamento, empurra a fronteira agrícola”.

O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) afirmou nesta semana que a maior parte do crescimento da produção de soja nos últimos anos veio da expansão de terras agrícolas existentes e da transformação de pastos.

O jornal diz que, no entanto, que os pesquisadores mostraram por fotos aéreas que a floresta derrubada no norte do Mato Grosso recebeu plantações de soja logo depois. O estudo teme que o avanço da agricultura para a Amazônia possa se intensificar.

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, indicou um assessor especial para assuntos amazônicos e fez uma proposta que prevê aumento de impostos para o desflorestamento legal.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink