Plantio o trigo segue atrasado no Paraná

DERAL

Plantio o trigo segue atrasado no Paraná

Falta de chuva no começo levou alguns produtores a postergarem o início dos trabalhos
Por: -Leonardo Gottems
247 acessos

De acordo com dados do Deral (Departamento de Economia Rural do Paraná), o plantio de trigo do estado continua atrasado. Mesmo com o avanço de 28% a área plantada em relação à semana passada, dos 35% já alcançados, 90% ainda estão em fase de germinação, os outros 10% já começaram o desenvolvimento vegetativo. 

“Na mesma época do ano passado os produtores paranaenses já tinham alcançado 55% da área pretendida (menor que a desse ano) e 71% do trigo já estava na fase de desenvolvimento vegetativo. As condições das lavouras também eram melhores na última temporada, quando 100% das lavouras se encontravam em boas condições”, aponta a Consultoria Trigo & Farinhas. 

Os dados liberados nessa terça-feira pelo Deral apontam que o trigo paranaense encontra-se 55% em boas condições, 32% em médias condições e 13% estão ruins. O analista Luiz Fernando Pacheco afirma que boa parte do atraso se deve a falta de chuva no começo do plantio do cereal, o que levou alguns produtores a postergarem o início dos trabalhos.

“O Paraná deve semear 1,04 milhão de hectares com trigo no atual ciclo 2017/18, alta de 7 por cento frente o anterior, segundo o Deral. O departamento, vinculado à Secretaria de Agricultura do Estado, prevê um salto de 48 por cento na produção deste ano, para 3,3 milhões de toneladas, ante 2,2 milhões em 2016/17. Como nota, em 2016, um bom ano para o trigo paranaense e com clima parecido para o plantio, a evolução do cultivo estava em 31% da área total”, conclui o analista da T&F Consultoria Agroeconômica. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink