Poder de compra frente ao milho cai pelo quarto mês seguido

Milho

Poder de compra frente ao milho cai pelo quarto mês seguido

Fevereiro avança e, por enquanto, vem se confirmando como mais um mês de queda no poder de compra de avicultores do estado de São Paulo frente ao milho
Por:
381 acessos

Fevereiro avança e, por enquanto, vem se confirmando como mais um mês de queda no poder de compra de avicultores do estado de São Paulo frente ao milho. De acordo com levantamentos do Cepea, este é o quarto mês consecutivo em que o cenário está desfavorável aos produtores paulistas. Esse contexto é resultado das novas quedas nos preços do frango vivo e das altas nos valores do milho.

Já no caso do farelo de soja, verificam-se recuos nas cotações do insumo neste mês, possibilitando aumento no poder de compra de avicultores e, portanto, interrompendo a tendência de queda que era observada desde outubro do ano passado.

Na parcial deste mês (até o dia 13), o frango vivo, negociado na Grande São Paulo, registra preço médio de R$ 2,77/kg, queda de ligeiro 1% frente ao de janeiro, quando era de R$ 2,80/kg, mas alta de 14% em relação à de fevereiro/18, em termos nominais. Nesta semana, especificamente, os preços do animal reagiram na região paulista, chegando a fechar a R$ 2,90/kg nessa quarta-feira, 13.

Quanto ao milho, na parcial de fevereiro, a média é de R$ 39,02/saca de 60 kg na região de Campinas (SP), avanço de 2,8% em relação a janeiro. Já o farelo se desvalorizou 2,2% na mesma comparação, com a média a R$ 1.220,55/tonelada na parcial deste mês.

Segundo a Equipe de Grãos/Cepea, o bom ritmo nas exportações de milho tem diminuído a disponibilidade do cereal no mercado doméstico, elevando as cotações. Especificamente na praça paulista, mesmo com o avanço na colheita do cereal, produtores mostram baixo interesse em negociar. Para o farelo de soja, o recuo nos preços está atrelado à maior oferta e à demanda em ritmo lento – neste caso, demandantes do derivado sinalizam ter estoques para o médio prazo, enfraquecendo a liquidez no mercado spot.

Diante disso, na parcial de fevereiro, com a venda de um quilo do animal é possível adquirir 4,26 quilos de milho, contra 4,42 quilos em janeiro, ou seja, diminuição de 3,7% no poder de compra. Por outro lado, para o farelo de soja, houve melhora de 1,3% no poder de compra do avicultor paulista, visto que, em fevereiro, com a venda de um quilo de frango vivo, o produtor consegue adquirir até 2,27 quilos do derivado, contra 2,24 quilos em janeiro.

Mercado da semana – Nos últimos sete dias (de 6 a 13 de fevereiro), o frango inteiro congelado teve ligeira desvalorização de 0,6% no atacado da Grande São Paulo, movimento inverso ao preço do congelado, que registrou alta de 1,4% no preço. Na quarta-feira, 13, os produtos foram negociados a R$ 4,33/kg e a R$ 4,37/kg, respectivamente.

Ainda na região paulista, o peito de frango resfriado se valorizou 5,1% nos últimos sete dias, indo para R$ 5,59/kg nessa quarta-feira. No mesmo comparativo, o preço do filé resfriado subiu 2,3%, com média de R$ 7,54/kg também no dia 13. Segundo agentes consultados pelo Cepea, as altas para esses cortes devem-se à melhora na procura pela proteína. A cotação da asa resfriada, por sua vez, permaneceu estável, a R$ 7,55/kg. Por fim, a coxa/antecoxa e o coração, ambos resfriados, desvalorizaram-se 1,4% e 1,5%, a R$ 4,38/kg e a R$ 13,88/kg, respectivamente.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink