Polícia Militar lança a Operação Safra 2016-17 na Bahia

Agronegócio

Polícia Militar lança a Operação Safra 2016-17 na Bahia

Policiamento na região foi reforçado, e as estradas e propriedades rurais passaram a ser monitoradas
Por:
1031 acessos

Policiamento na região foi reforçado, e as estradas e propriedades rurais passaram a ser monitoradas

Pelo terceiro ano consecutivo, a Polícia Militar da Bahia, através do Comando de Policiamento da Região Oeste, do Comando de Policiamento Especializado, da Cipe Cerrado e 3ª Companhia de Polícia Rodoviária, realiza a Operação Safra no oeste baiano. Desde o último dia 01 de outubro, o policiamento na região foi reforçado, e as estradas e propriedades rurais passaram a ser monitoradas. As patrulhas já iniciaram as blitz e visitas às unidades produtivas, a fim de coibir o índice de assaltos no campo, já que nesta época do ano aumenta consideravelmente o número de ocorrências nestas áreas.

A nova edição da Operação Safra (2016-2017), lançada na última terça-feira (4), em Barreiras, contará com um efetivo policial de aproximadamente 100 homens. Durante seis meses e meio, eles devem percorrer mais de mil propriedades rurais, somando 2,25 milhões de hectares cultivados. Para tanto, serão utilizadas viaturas na patrulha terrestre e um helicóptero estará de prontidão em sua base para decolar e fazer a varredura aérea, caso seja necessário.

“O objetivo da Operação Safra é intensificar as ações de policiamento, principalmente nos rincões mais distantes, sem interromper as ações rotineiras realizadas nos 12 municípios que fazem parte da operação no oeste da Bahia”, afirmou o subcomandante geral da Polícia Militar da Bahia, Cel. Antônio Reis.

Além de levar mais segurança às comunidades agrícolas, permitindo que o agricultor possa cuidar do plantio sem o temor de sofrer qualquer tipo de violência, a ação da Polícia Militar também dará apoio ao trabalho da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) no controle fitossanitário e no trânsito de produtos e defensivos agrícolas.

“A Operação Safra reforça ainda mais o trabalho de defesa que realizamos ao longo do ano, porque entendemos que o controle feito na área de produção deve ser estendido à comercialização e ao transporte dos produtos”, disse o diretor geral da Adab, Marco Antônio Tavares.

O presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato, destacou os benefícios da Operação para todas as cidades do oeste da Bahia. “O fato de reforçar o policiamento nas estradas, aumentando o número de abordagens, proporciona mais tranquilidade aos moradores da região como um todo”, frisou.

A Aiba apoia a Operação Safra na parte logística, para que esses policiais, quando estiverem no campo, tenham todo o amparo possível para a realização das ações. Além disso, a entidade orienta seus associados a facilitarem o trabalho do efetivo, designando funcionários para recepcionar as patrulhas e fornecer as informações solicitadas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink