Polícia prende suspeito de falsificar agrotóxicos no Noroeste do Paraná

Agronegócio

Polícia prende suspeito de falsificar agrotóxicos no Noroeste do Paraná

O material foi localizado na casa do suspeito, onde funcionava um laboratório de falsificação de agrotóxicos
Por:
816 acessos

Policiais do Núcleo de Repreensão a Crimes Econômicos (Nurce), núcleo de Maringá, prenderam quinta-feira (25), em Peabiru, Noroeste do Estado, Luiz Prudência de Brito, 42 anos, suspeito de falsificar agrotóxicos. De acordo com o delegado Fernando Ernandes Martins, a polícia apreendeu cerca de 200 litros de agrotóxicos falsificados, lacres de segurança, rótulos e galões, além de diversas substâncias químicas ainda não identificadas.

O material foi localizado na casa do suspeito, onde funcionava um laboratório de falsificação de agrotóxicos. A prisão ocorreu em cumprimento de mandato judicial de busca e apreensão. “Recebemos informações de que naquela região havia uma quadrilha que estava agindo na fabricação e venda destes produtos. Estivemos na residência, apreendemos os materiais. Momentos depois da apreensão o proprietário da residência foi localizado e detido”, explicou o delegado.

Brito foi autuado em flagrante por crime ambiental. Ele foi conduzido à carceragem de Araruna, onde permanece à disposição da Justiça. A pena para este tipo de crime varia de um a quatro anos de reclusão. O delegado ainda afirma que as investigações continuam para verificar a participação de outras pessoas no crime. “Temos a informação de que há mais pessoas envolvidas, seja produzindo, revendendo ou comprando o produto”, relatou o delegado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink