Ponta Grossa/PR deve colher 185 toneladas de uva

Agronegócio

Ponta Grossa/PR deve colher 185 toneladas de uva

Condições climáticas adversas atrasaram a colheita do fruto
Por:
128 acessos

Ponta Grossa deve colher nesta safra 185 toneladas de uva, marca semelhante registrada no mesmo período do ano passado. Condições climáticas adversas atrasaram a colheita do fruto

Ponta Grossa deve colher nesta safra 185 toneladas de uva, marca semelhante registrada no mesmo período do ano passado. A expectativa do Departamento de Economia Rural (Deral), do núcleo regional da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), é de que os produtores da cidade colham aproximadamente 165 toneladas de uva de mesa e 20 toneladas de uva vinífera. O município possui um total de 42 hectares de plantio da fruta.

Segundo o chefe do Deral, José Roberto Tosato, a produção da fruta deve ser muito parecida com o ano passado. “Os números parciais indicam que a produtividade será semelhante. Calcula-se que tenha uma perda de produção que gire em torno de 20 a 30%”, afirma.

Isso porque, conforme Tosato, as condições climáticas desse ano não contribuíram. “A gente teve um período de seca e calor entre agosto e setembro que é quando ocorre a brotação nos parreirais. E isso atrasou a brotação. A consequência é que alguns cachos não se formaram”, explica o chefe do Deral. Outro reflexo do calor fora de época foi o atraso para a colheita. Geralmente neste período os produtores já estavam colhendo os frutos. No entanto, as condições climáticas adversas fizeram com que as uvas ainda não estejam maduras. A previsão é de que a colheita se inicie com menor intensidade após o Natal e como intensidade em meados de janeiro.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink