Portal anuncia educação a distância em alimentos orgânicos
CI
Agronegócio

Portal anuncia educação a distância em alimentos orgânicos

O curso do OrganicsNet deverá começar em meados de novembro; o primeiro módulo será sobre horta orgânica básica, com o tema 'Boas práticas'
Por:

Apesar do extraordinário crescimento que a agricultura orgânica vem tendo no País nos últimos anos, ainda são poucas as universidades e órgãos de pesquisa que se dedicam a estudar novas formas de produção agrícola sustentável.

Pesquisa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), realizada recentemente, mostra que o Brasil soma atualmente 7.063 produtores certificados ou em processo de conversão, mas existem cerca de 13 mil produtores que produzem organicamente e não tem certificação.

Os alimentos mais produzidos em número de produtores são: soja, hortaliças, café e frutas. Mas a variedade de produtos orgânicos pode crescer ainda mais com investimentos na área da educação. A capacitação e treinamento de técnicos e engenheiros agrônomos especializados na agricultura orgânica representa um dos principais gargalos para o crescimento do setor.

A educação a distância de pequenos e médios agricultores pode ser uma das ferramentas que ajudarão nesta capacitação. O portal OrganicsNet deverá lançar em meados de novembro o curso 'Educação a Distância em Alimentos Orgânicos'. O primeiro módulo será sobre horta orgânica básica, com o tema 'Boas práticas'.

Com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Sebrae no Rio de Janeiro, o projeto OrganicsNet, uma iniciativa inédita da Sociedade Nacional de Agricultura, reúne, até o momento, 20 empresas certificadas de vários estados brasileiros – Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

O projeto, voltado para os pequenos e médios produtores, tem como objetivo o desenvolvimento de um canal de acesso ao mercado e à informação, focado em produtos orgânicos, possibilitando a formação de 'comunidades/grupos virtuais'. Uma das metas é encorajar grupos de produtores a trabalharem juntos aprimorando suas práticas agrícolas através do compartilhamento de conhecimento e experiências.

Para a coordenadora do OrganicsNet, Silvia Wachsner, a maior dificuldade do pequeno produtor é conquistar mercados com culturas diversificadas. “O pequeno precisa inovar, com produtos diferentes, mas para isso precisa investir em pesquisas, o que é muito difícil”.

Outro fator é a logística de transporte dos produtos orgânicos, diz Silvia. “Transportar produtos no Brasil é muito caro. Imagine para quem tem pouca produção. Fica praticamente inviável. Precisamos investir nas cooperativas e associações de produtores”.

O objetivo do OrganicsNet é em três anos ter mais de 100 produtores associados. Este ano algumas empresas que participam do portal estiveram na Biofach America Latina 2008 expondo seus produtos. Entre as novidades, estavam o molho light de sementes de papaya da Epicuro; o pão alemão stollen da Rudá Orgânicos, feito de maneira artesanal e recheado com marzipan tropical; vinagres produzidos a partir de frutas (laranja, tangerina e os novos sabores goiaba, grapejuce e carambola), da marca Dom Spinosa; a erva mate empacotada a vácuo, para chimarrão, da Mate Herbal, e o pão light do Sítio do Moinho.

Outros produtos de empresas da rede OrganicsNet também ganharam destaque, como o Ghini Café, um blend sofisticado dos melhores grãos arábica, produzido em fazendas certificadas pela ONG Rainforest Alliance; a granola e a paçoca de castanha de caju, ambas orgânicas e sem glúten, da Cultivar Brazil, e um novo produto da linha de grãos - o Feijão Carioca, da Via Pax Bio , comercializado em caixas de 1 kg fechadas a vácuo.

Serviço:
Portal OrganicsNet - www.organicsnet.com.br


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.