Porto cacerense será fundamental
CI
Agronegócio

Porto cacerense será fundamental

Previsão é que o porto entre em operação em 2014
Por:
O Estradeiro Aprosoja, uma iniciativa da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso, fará uma expedição que sairá de Cáceres (250 quilômetros ao oeste do Estado) passará pela região sudoeste e terminará em Tangará da Serra (242 quilômetros ao norte). A largada será às 8 horas, no porto de Santo Antônio das Lendas, a 68 quilômetros do centro da cidade, às margens do rio Paraguai, km zero da BR 174, o trecho da rodovia que ligava a fazenda Santo Antônio das Lendas à MT 174, hoje federalizada. O grupo passará por Mirassol D’Oeste, Quatro Marcos, Araputanga, Reserva do Cabaçal e Rio Branco.


A participação no Estradeiro Aprosoja é aberta a todos os produtores rurais, componentes da cadeia do agronegócio e demais entidades interessadas.

A iniciativa será feita em parceria com o Movimento Pró-logística de MT e conta também com apoio da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Mato Grosso e Associação Pró-hidrovia de Cáceres. O presidente da Administradora da ZPE e da Associação Pró-Hidrovia, Pedro Lacerda, afirmou que, com o início da operação do porto, previsto para 2014, o desenvolvimento regional vai dar um pulo, especialmente no incremento da agricultura, com destaque para o aumento das áreas destinadas à soja. A previsão é que o porto entre em operação em 2014 e três empresas já estão aguardando a licitação para concorrer e executar a obra, que poderá ser feita através de um 'pool' de empresas. "É inquestionável o significo do porto para a região e para MT”, frisa Lacerda.

A Expedição Santo Antônio das Lendas foi fomentada pelo núcleo de Tangará da Serra, que sente grande necessidade em visitar o local das futuras instalações do porto localizado na fazenda Santo Antônio das Lendas, a fim de cobrar aos órgãos responsáveis mais agilidade nos processos que estão em andamento.


O Estradeiro Aprosoja é um programa que consiste em percorrer em caravana as principais rotas de escoamento do Estado, atuais e em obras, visando verificar in loco a situação de infraestrutura que impacta na logística de Mato Grosso, tais como rodovias, ferrovias, hidrovias e portos. 
CLARICE NAVARRO DIÓRIO
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.