Porto de Paranaguá e Antonina estão de olho no embarque de granéis líquidos
CI
Agronegócio

Porto de Paranaguá e Antonina estão de olho no embarque de granéis líquidos

Por: -Admin

O superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), Eduardo Requião, quer ampliar a participação do Porto de Antonina na movimentação de cargas. Para isso, já solicitou a realização de um estudo de viabilidade para a implantação de um terminal público para operações com granéis líquidos. Na prática, o terminal será utilizado para a importação de combustíveis e exportação de álcool e óleos vegetais.

O porto de Antonina dispõe de 286 mil metros quadrados para arrendamento e 90 mil metros quadrados de área alfandegada. Numa primeira etapa, a área destinada ao terminal de granéis líquidos no porto será de cerca de 100 mil metros quadrados. A previsão é que até o fim deste mês os estudos de viabilidade estejam concluídos. Eles servirão de base para o processo de licitação, que deverá ter seu edital publicado num prazo de 90 dias.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.