Porto de Santos exportou mais de US$ 20 bilhões em 2003
CI
Agronegócio

Porto de Santos exportou mais de US$ 20 bilhões em 2003

Por:

Mantendo sua tradição de maior complexo portuário nacional, o Porto de Santos foi responsável por US$ 20.216.419.405 das exportações em 2003. Os valores (FOB) são da Receita Federal, divulgados na quinta-feira (29-01). Santos ficou com 27,66% das exportações, bem a frente do segundo colocado, o Porto de Vitória/ES, que atingiu 9,68% das exportações, ou US$ 7.075.249.070.

Quanto às importações, Santos teve participação de 25,26% do total de mercadorias que entraram no País, ou US$ 12.188.500.185. Neste item, o aeroporto de Campinas ficou em segundo, com 8,82% ou US$ 4,2 bilhões.

O volume total do comércio exterior praticado pelo Brasil ficou em US$ 73.084.139.518, fruto da exportação de 321.102.961 toneladas de mercadorias e US$ 48.259.592.416 resultado da importação de 125.741.660 toneladas de produtos diversos.

Em Santos, veículos, automóveis, tratores e ciclos estiveram na liderança dos produtos embarcados, com 15,35% do total, ou US$ 3,1 bilhões, seguidos por máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos (12,17%) e açúcar e produtos de confeitaria, com 7,37% ou US$ 1,49 bilhão.

Os principais exportadores em 2003 foram a Volkswagem do Brasil, a General Motors, Petrobras, Cargill Agrícola, Cutrale, Cosipa, Ford, Citrosuco, Bertin Ltda e Daimlerchrysler.

Entre as importações lideraram as máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, com 18,66% do total, ao custo de US$ 2,28 bilhões, seguidos por produtos químicos e orgânicos, com 12,95% do total, correspondente a US$ 1,58 bilhão. Na seqüência vem plásticos e manufaturados plásticos (7,24%) e máquinas, aparelhos e materiais elétricos (6,51%). Os maiores importadores foram Embraer, Petrobras, Basf, General Motors, Syngenta Proteção de Cultivos, Caterpillar, Cosipa, Daimlerchrysler, Du Pont e Honda.

Em 2003 foram registradas na Alfândega do Porto de Santos 179.507 Declarações de Importação e 257.908 Declarações de Exportação, que totalizaram mais de 50 milhões de toneladas de mercadorias, no valor de US$ 29,3 bilhões, com uma arrecadação tributária de R$ 3,23 bilhões, representados, em sua quase totalidade, pelo Imposto de Importação e IPI. Com a repressão aos ilícitos aduaneiros foram apreendidas mercadorias avaliadas em R$ 47,9 milhões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink