Porto muda normas para agilizar descarga de fertilizantes
CI
Agronegócio

Porto muda normas para agilizar descarga de fertilizantes

A superintendência divulgou novas diretrizes que estabelecem berços alternativos para recebimento destes produtos
Por:
A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) estabeleceu ajustes operacionais para agilizar o procedimento de descarga de fertilizantes. A superintendência divulgou novas diretrizes que estabelecem berços alternativos para recebimento destes produtos.


“Em Paranaguá temos berços especializados para diferentes cargas. Dois são preferenciais para fertilizantes. Agora, estamos dedicando outros três berços como alternativos”, disse o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino.

O diferencial desta diretriz é que os navios de fertilizantes, que atracarem nos berços alternativos, terão o direito de concluir a operação de descarga antes da atracação do navio preferenciado para aquele berço. Antes desta norma, os navios de fertilizantes eram obrigados a desatracar com a chegada do navio preferencial para aquela vaga.

Outra medida estabelecida é que todos os operadores terão que apresentar produtividade mínima de descarga de seis mil toneladas por dia. Caso a produtividade não seja cumprida, o navio será desatracado.

“Para abrir os berços de atracação no porto de Paranaguá, precisamos estabelecer produtividades iguais para cada um dos navios. Hoje temos um berço para nove mil toneladas e outro para seis mil toneladas, totalizando uma produtividade de 15 mil toneladas dia. Com os berços alternativos, teremos cinco berços de seis mil toneladas/ dia, o que possibilita a descarga de 30 mil toneladas de fertilizantes diariamente”, afirma Dividino.


Além dos berços de Paranaguá, existe um berço em um terminal provado que atende navios de fertilizantes (Fospar) e dois berços do Porto de Antonina funcionam como alternativa para o desembarque de fertilizantes, possibilitando agilizar ainda mais as operações.

“Temos que obter ganhos de produtividade onde for possível. Acabamos de concluir um diagnóstico verificando onde pode haver melhorias para aperfeiçoar as operações. É um esforço contínuo para diminuir o tempo de espera dos navios o mais rápido possível”, disse o superintendente.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink