Posto de embalagens agrotóxicas em Sinop (MT) começa a funcionar

Agronegócio

Posto de embalagens agrotóxicas em Sinop (MT) começa a funcionar

Neste mês esse projeto será concretizado
Por:
1 acessos

Há 5 anos os associados da AREAS (Associação Revendedora de Agrotóxicos de Sinop), junto com a INPEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), vêm lutando para implantar em Sinop uma unidade de recebimento de embalagens de agrotóxicos. Neste mês esse projeto será concretizado.

No próximo dia 7, uma agrônoma do INPEV vem a Sinop para ministrar palestras aos técnicos que trabalharão na unidade e capacitá-los sobre como recolher as embalagens, lavar, inutilizar e conscientizar os agricultores de Sinop com relação ao destino que deve ser dado a elas. Na oportunidade será marcada a data para início dos trabalhos da Unidade.

“Como ao longo dos anos os agricultores estocaram muitas embalagens, vamos fazer com eles um trabalho de recebimento por agendamento. Para que não haja tumulto nas rodovias, com relação ao transporte dessas embalagens”, disse ao Só Notícias, o engenheiro responsável pela Unidade, João Aparecido Barbosa Neto.

Segundo ele, a unidade de Sinop fará o recolhimento das embalagens compradas na cidade, “todos os agricultores terão que apresentar a nota de compra dos pontos de revenda do município”, ressaltou. Após esse processo, será feito o encaminhamento para a Central de Sorriso, onde serão compactadas e trituradas. Mas existe uma grande possibilidade de transformar a Unidade de Sinop em uma Central de compactação e trituração. “Não está descartada esta possibilidade, se a demanda for grande, o que acredito que será, já que temos a área maior que a de Sorriso, em um futuro próximo teremos a central em Sinop”, confirmou.

Só Notícias apurou que cerca de R$ 135 mil foram investidos para a construção do barracão, o terreno foi doado pela Prefeitura de Sinop e existe, ainda, o apoio do Governo Estadual. Muito em breve a Unidade deverá atender, também, as cidades de Itaúba, Santa Carmem, Vera, Claudia e outras da Região.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink