Potencial de consumo de carne suína será discutido na 9ª TecnoCarne

Agronegócio

Potencial de consumo de carne suína será discutido na 9ª TecnoCarne

Desconhecimento dos benefícios ainda é entrave para crescimento no mercado interno
Por: -Janice
291 acessos

Apesar de ser saudável e saborosa, a carne suína ainda não tem um mercado muito amplo no Brasil. Segundo a Food and Agriculture Organization (FAO), esta é a carne mais apreciada no mundo, com 39% do consumo, o que mostra o potencial de crescimento do alimento no mercado nacional. Esse é um dos assuntos que serão discutidos durante a 9ª TecnoCarne - Feira Internacional de Tecnologia para a Indústria da Carne, que acontece entre os dias 25 e 27 de agosto, no Centro de Exposições Imigrantes (SP), promovida pela Brazil Trade Shows (BTS).

Atualmente, cada brasileiro consome cerca de 13 kg de carne suína por ano - número três vezes menor que o de países da Europa e do Oriente - sendo quase 80% só com produtos processados e embutidos, como salsicha, linguiça e mortadela. De acordo com os produtores do setor, o consumo ainda baixo tem relação com o preconceito por conta da falta de informação sobre a suinocultura no Brasil e pela ideia errônea de que a carne suína é gordurosa. A realidade é que, graças ao emprego de modernas técnicas de criação e abate, a carne consumida no País tem baixíssimo teor de gordura. Além disso, segundo pesquisas da United States Department of Agriculture (USDA), a carne suína possui menor teor de colesterol, sódio e potássio que a carne bovina e a de frango.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), a exportação cresceu cerca de 18% entre janeiro e abril de 2009. Em quatro meses, o País exportou mais de 188 mil toneladas de carne suína, grande parte para Rússia, Hong Kong e Angola, o que gerou uma receita de US$ 377,25 milhões. Em comparação aos mercados de carne bovina e de frango, ainda há muito a ser feito. Ano passado, o Brasil liderou o ranking mundial de exportações de carne bovina, com um volume de 2,2 milhões de toneladas e receita de US$ 5,3 bilhões - 28% do mercado global, segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec). Já as exportações brasileiras de frango representam 40% do mercado mundial: de acordo com a Associação Brasileira de Produtores e Exportadores de Frangos (Abef), foram vendidas 845 mil toneladas nos três primeiros meses do ano, com receita de US$ 1,2 bilhão.

A TecnoCarne terá 650 expositores e a expectativa é de atrair 25 mil visitantes. A feira, que acontece a cada dois anos, vai apresentar produtos e serviços nas áreas de aditivos, ingredientes, embalagens, refrigeração, automação, transporte, higienização, equipamentos e serviços para a indústria da carne. A TecnoCarne deve movimentar aproximadamente R$ 500 milhões em negócios nos próximos 12 meses.

TecnoCarne 2009
9ª Feira Internacional de Tecnologia para a Indústria da Carne
Data: 25 a 27 de agosto de 2009
Horário: 14h às 21h
Local: Centro de Exposições Imigrantes - São Paulo (SP)

As informações são da assessoria de imprensa do evento.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink