Pouca oferta e valorizações no mercado do boi gordo

Agronegócio

Pouca oferta e valorizações no mercado do boi gordo

Pouca oferta está ditando o ritmo no mercado do boi gordo
Por:
651 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

A pouca oferta está ditando o ritmo no mercado do boi gordo. Em São Paulo houve valorização na última quinta-feira (21.08) e a cotação fechou em R$125,00/@, à vista. Desde o início do mês a alta foi de 5,0%.

Os frigoríficos paulistas encontram dificuldades para comprar animais terminados, o que gera diminuição das escalas de abates.

Atualmente as programações atendem, em média, quatro dias. O cenário de preços em alta é observado em diversas praças. Houve altas em onze regiões para o boi gordo e em treze para a vaca gorda.

No Rio Grande do Sul o cenário é o oposto. Houve melhora da oferta devido à saída dos animais das pastagens de inverno. A referência na região oeste do estado caiu e o boi gordo ficou cotado em R$4,20/kg, à vista.

No mercado atacadista de carne com osso as venda seguem em ritmo lento e o boi casado de animais castrados está cotado em R$7,75/kg.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink