PR: recadastramento de armazéns é finalizado no estado

Recadastramento

PR: recadastramento de armazéns é finalizado no estado

Conab finalizou nesta semana o censo de unidades armazenadoras do estado do Paraná
Por:
498 acessos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) finalizou nesta semana o censo de unidades armazenadoras do estado do Paraná. A ação, com início em setembro de 2017, chega ao fim com a atualização total da capacidade estática do estado. Ao todo, foram realizadas 8 etapas de cobertura, que contemplaram todos os 399 municípios paranaenses.

O objetivo do trabalho foi identificar e cadastrar as unidades existentes, registrando suas características técnico-operacionais e capacidades estáticas. Durante o censo das unidades armazenadoras, além de validar as informações dos armazéns já inscritos, a Companhia também realizou o cadastramento de novos armazéns nos locais visitados.

A operação cadastrou e atualizou dados de 1.515 armazéns, registrando uma capacidade estática total de 29,7 milhões de toneladas. Em relação aos dados anteriores ao censo, não houve uma diferença significativa no total da capacidade estática. No entanto, quanto ao perfil de armazenagem, a pesquisa revelou uma redução de mais de 50% no número de armazéns convencionais e o aumento significativo da capacidade de armazenagem a granel.

A redução ocorreu principalmente em função da utilização dos armazéns convencionais atualmente ser para guarda de insumos, uma vez que o perfil da produção estadual é predominantemente de grãos armazenados a granel, como soja, milho e trigo. O Paraná é o segundo estado do Brasil com maior capacidade de armazenagem, sendo responsável por aproximadamente 17,87% da capacidade estática de armazenagem do país.

As informações coletadas são utilizadas pelo governo federal no planejamento de políticas públicas para o setor. Os dados são públicos e podem ser consultados no site da Conab, no Sistema de Cadastro Nacional de Unidades Armazenadoras (Sicarm), ou no Portal de Informações Agropecuárias da Companhia.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink