Preço agrícola acumula alta de 9,13% em 12 meses

Agronegócio

Preço agrícola acumula alta de 9,13% em 12 meses

A alta mais expressiva, no mês de maio, foi registrada no leite in natura (8,24%)
Por: -Sandra
10 acessos

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), os preços dos produtos agrícolas no atacado acumulam queda de 2,44% no ano, mas registram elevação de 9,13% em 12 meses até maio. Já os preços dos produtos industriais registram aumentos acumulados de 1,60% no ano e de 3,46% em 12 meses até maio.

Ao comentar o cenário da inflação no mês de maio, a FGV revelou a análise de preços por produtos. No mês passado, as altas de preço mais expressivas, no atacado, foram registradas em leite in natura (8,24%); óleos combustíveis (4,37%); e querosene para motores (5,01%). Já as mais expressivas quedas de preço, no atacado em maio, foram registradas nos preços de cana-de-açúcar (-6,43%); laranja (-16,93%) e aves (-7,97%).

Até maio, o IPA-DI acumula altas de 0,61% no ano e de 4,76% em 12 meses, segundo informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Nesta quarta-feira (06-06), a instituição anunciou o IGP-DI de maio, sendo que o IPA-DI representa 60% do total do IGP-DI. Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram aumentos de 1,70% no ano e de 2,40% em 12 meses até maio.

Por sua vez, os preços dos bens intermediários acumulam, até maio, altas de 2,14% no ano e de 3,96% em 12 meses. Já os preços das matérias-primas brutas acumulam queda de 3,63% no ano, mas apresentam aumento de 9,75% em 12 meses até maio.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink