Preço da gasolina sobe quase 1% em uma semana em Mato Grosso; etanol 0,5%

Agronegócio

Preço da gasolina sobe quase 1% em uma semana em Mato Grosso; etanol 0,5%

O combustível em Mato Grosso continua apresentando alta nas bombas dos postos
Por:
253 acessos

O combustível em Mato Grosso continua apresentando alta nas bombas dos postos. A gasolina e o etanol apresentaram incremento de aproximadamente 1% e 0,5%, respectivamente, na variação semanal. Hoje, o preço médio do litro da gasolina está em R$ 3,753, enquanto o etanol em R$ 2,689.

Após anunciar decréscimo na refinaria em outubro e novembro que somaram 6,3% no litro da gasolina, a Petrobras no dia 06 de dezembro elevou em 8,1% o valor. Apesar das baixas anteriores, o consumidor na prática não sentiu alívio no bolso, como o Agro Olhar já havia comentado, uma vez que as distribuidoras repassaram aumento para os postos, tendo a elevação do litro do etanol anidro (misturado à gasolina) como um dos fatores apontados.

De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o litro da gasolina em Mato Grosso varia entre R$ 3,499 e R$ 4,280, sendo a média encontrada de R$ 3,753 em alguns postos. Na semana entre os dias 04 e 10 de dezembro o preço médio verificado era de R$ 3,719. Já há um mês R$ 3,711.

Ainda segundo a ANP, com o etanol não foi diferente, apesar da estatal ou o Governo Federal não terem anunciado aumento algum.

O etanol hidratado, utilizado para abastecer veículos flex, apresentou na variação semanal alta de R$ 2,675 para R$ 2,689. Na última semana o preço encontrado nas bombas variou de R$ 2,399 a R$ 3,180.

O Sindipetróleo (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis de Mato Grosso) apresentou novamente no dia 13 de dezembro notas de aquisição de combustíveis junto às distribuidoras para confirmar os reajustes repassados.

“Com a apresentação de notas, nosso objetivo é ser o mais transparente possível com o consumidor que sofre com o impacto do reajuste. Também é importante ressaltar que a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não refletir no preço final ao consumidor”, destacou o vice-presidente do Sindipetróleo João Marcelo Borges na ocasião.

Óleo diesel

Assim como a gasolina e o etanol, o litro do óleo diesel também subiu nas bombas dos postos de combustível. O diesel S-500 (comum) saltou de R$ 3,286 para R$ 3,325, enquanto o diesel S-10 disparou de R$ 3,387 para R$ 3,464.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink