Preço da saca da soja brasileira teve aumento de 3,81%
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
ALTA

Preço da saca da soja brasileira teve aumento de 3,81%

A justificativa é o aumento expressivo do dólar no período
Por: -Aline Merladete

Na última semana, a saca da soja disponível em Mato Grosso registrou acréscimo de 4,85%, devido ao aumento expressivo do dólar no período. Conforme informações do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), a cotação de Chicago apontou decréscimo de 0,78% no comparativo semanal, influenciado pelo aumento da oferta da oleaginosa no EUA.

O preço da saca da soja brasileira teve um aumento de 3,81% ante a semana passada, reflexo da demanda mundial de óleo e farelo de soja. Com o intuito de apresentar os dados com mais assertividade para o estado, o Instituto revisara novamente no mês de maio a área via sensoriamento. Para o próximo relatório, a área será consolidada no estado e a perspectiva é de aumento em relação à projeção de 10,92 milhões de hectares mantida em maio.

Em relação ao rendimento, a produtividade do estado foi 3,84% maior que no ano anterior, consolidada em 59,37 sc/ha. Por outro lado, é importante destacar que o excesso de chuvas na colheita, o tombamento de plantas e a anomalia nas lavouras, aumentaram o percentual de grãos avariados nas cargas, prejudicando o rendimento líquido do produtor, principalmente nas regiões do Centro-Sul e Médio-Norte.

Por fim, com a consolidação de área e produtividade, a produção de soja totalizando 38,88 milhões de toneladas neste ano. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.