Preço da soja despenca nos EUA

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
ANÁLISE AGROLINK

Preço da soja despenca nos EUA

Apreensão diante da possibilidade de novas retaliações contra os chineses
Por: -Leonardo Gottems

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na terça-feira (23.04) baixa de 15,00 pontos no contrato de Maio/19, fechando em US$ 8,62 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 14,00 a 15,25 pontos.

Os principais contratos futuros despencaram no mercado norte-americano, com a apreensão diante da possibilidade de novas retaliações contra os chineses. “Se a China continuar a comprar petróleo iraniano após 2 de maio, isso jogaria um balde de água fria para as negociações em curso. A data limite está chegando rapidamente, pressionando os negócios de safra velha”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a Consultoria AgResource, os fundamentos técnicos baixistas para as cotações das commodities agrícolas seguem dando as caras e novamente derrubaram as cotações da soja e do milho, que retomaram patamares mínimos na sessão de hoje: “Os fundos especulativos empilham contratos vendidos em suas posições já recordes no lado da venda, refletindo o atual cenário baixista.” 

“A falta de atividade nas negociações entre chineses e americanos também afasta a CBOT de novas altas, cenário que deve perdurar até que efetivos avanços sejam concretizados nos encontros entre os representantes dos dois países agendados para o final de abril e início de maio. Até lá, as cotações devem continuar pressionadas, movimento que se intensifica diante dos atuais patamares de prêmios/descontos nos produtos sul-americanos, que favorecidos pela desvalorização das moedas locais ajudam a derrubar as cotações aqui na CBOT”, concluem os analistas da ARC.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink