MERCADO FÍSICO

Preço da soja sobe no Brasil

Necessidade de aumentar os estoques para o fornecimento de biodiesel
Por: -Leonardo Gottems
652 acessos

As cotações da soja tiveram na sexta-feira (02.02) um dia de picos nos preços do mercado físico brasileiro, descolando da influência da Bolsa de Chicago (CBOT). De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, em média os preços subiram 0,38% nos portos e 0,84% no interior do País.

Segundo a T&F, ambos romperam o nível de resistência – que não era ultrapassado há mais de 30 dias. Os preços do mercado de balcão estão atingindo níveis entre R$ 56 e R$ 63/saca, conforme a região, mas o produtor botou na cabeça que quer R$ 70/saca. 

“Números redondos, sempre, um dos seus principais erros: lembrem-se de 2016, quando chegou a R$ 90/saca, que proporcionava 60% de lucro, mas todos queriam R$ 100 e acabaram vendendo por R$ 58, com 3,52% de lucro. Olhar o lucro vale mais do que olhar o preço”, ressalta o analista da T&F, Luiz Fernando Pacheco.

De acordo com ele, a necessidade de aumentar os estoques para o fornecimento de biodiesel está fazendo algumas indústrias esmagadoras oferecerem preços melhores do que as exportadoras: “A partir do próximo mês, em março, os fabricantes de biodiesel precisam aumentar para 10% o uso de óleos vegetais na composição deste combustível no Brasil, o que deverá aumentar a demanda de óleo de soja, seu principal componente em nosso País, já em fevereiro”.

“Lembramos as nossas recomendações dos últimos dias sobre o dólar, que deverá proporcionar picos de alta neste ano, que devem ser aproveitados pelos vendedores nos mercados de lotes para fixarem, se não os preços da soja, pelo menos o dólar. Você fez isto?”, conclui Pacheco.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink