Preço de carne de frango deve subir em 2020
CI
ESTIMATIVAS

Preço de carne de frango deve subir em 2020

No entanto, custos devem ter uma leve alta
Por: -Leonardo Gottems

Os preços da carne suína do brasil devem subir no ano de 2020, com um leve aumento no custo de nutrição, segundo informações do Rabobank, que foram divulgados pelo portal especializado CarneTec Brasil. Sendo assim, os preços domésticos da carne de frango devem continuar a subir nos próximos meses, testando o poder de compra dos consumidores, disseram analistas do Rabobank em relatório divulgado à imprensa no último dia 20 de dezembro. 

“Altas significativas nos preços de carne bovina em novembro deverão levar a uma apreciação (no preço) da carne de frango, causada pela migração (dos consumidores) por proteínas mais baratas”, disse o Rabobank. 

Além disso, as informações indicam que a indústria de carnes de frango brasileira deverá ficar atenta aos impactos da peste suína africana e da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, eventos que tendem a impactar diretamente a demanda por grãos e carnes brasileiras, segundo o banco. “A China foi o principal importador de carne de frango do Brasil em 2019, ultrapassando a Arábia Saudita. Japão, Emirados Árabes Unidos e Coreia do Sul também têm elevado as compras do produto”, completa o portal. 

“As exportações brasileiras totais de carne de frango subiram 2% nos primeiros 11 meses do ano, em relação ao mesmo período de 2018, a 3,82 milhões de toneladas, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) no início do mês. A expectativa da entidade é de que o volume de embarques cresça 2,4% em 2019, fechando em 4,2 milhões de toneladas ao final de dezembro”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink