Preço do algodão ultrapassa os R$100/arroba em Goiás

Agronegócio

Preço do algodão ultrapassa os R$100/arroba em Goiás

O mercado interno continua a proporcionar altos preços na pluma neste início de 2011
Por:
987 acessos

O mercado interno do algodão continua a proporcionar altos preços na pluma neste início de 2011. As primeiras semanas deste ano o preço da pluma ultrapassou os R$ 100,00/arroba, devido principalmente a escassez de produto na mão de produtores. A expectativa é que este cenário só se altere com a colheita da safra nova que ainda está longe, ou se ocorrer forte queda no mercado internacional.

Mesmo diante destes altos preços é observada uma maior liquidez neste mercado, já que devido os baixos estoques, a indústria tem se mantido mais ativa no mercado. Porém, o volume de compras continua pontual, já que em período de altos preços a formação de estoque não ocorre.

Neste quadro interno o mercado internacional influencia muito, porém no cenário mundial atual a conjuntura não deve trazer muitas surpresas. Neste sentido, já se fala que a produção da próxima safra, mesmo sendo recorde, não deve pressionar muito o mercado para baixo, já que os estoques internos e externos se encontram muito abaixo da média histórica.

No que tange o mercado externo, mais uma vez os referenciais se elevam, o relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, sigla em inglês) reduziu ainda mais os estoques mundiais, elevando as posições. Além disso, o efeito da conjuntura de oferta e demanda da China e Índia traz fundamentos de alta para mercado.

A China continua com sua demanda aquecida, as exportações chinesas chegaram a dezembro totalizando 461,7 mil fardos duas vezes a mais que no ano passado. Além disso, as vendas líquidas de norte americano de algodão referente à temporada 2010/11 ficaram em 115.200 fardos contra um saldo anterior de 40.800 fardos. O principal comprador tem sido o país asiático seguido pelo Turquia.

Já a Índia deve manter as cotas de exportação em 5,5 milhões de fardos, mesmo com o aumento da produção naquele país, o governo acredita que o aumento das exportações possa aumentar ainda mais os preços da pluma do mercado interno.

O importante é que o produtor continue buscando a proteção de preços não só para esta safra como para os próximos cultivos. Pois apesar da manutenção das tendências de alta o fator consumo deve agir no mercado, reduzindo a demanda pela pluma. A relação oferta x demanda sempre mantém uma média é a buscar pela estabilidade é uma demanda no mercado.

A análise do algodão é produzida semanalmente pela Gerência de Estudos Técnicos e Econômicos da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg).

Gerente de Estudos Técnicos e Econômicos: Edson Alves Novaes
Autor do artigo e responsável técnico: Leonardo Machado

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink