Preço do frango vivo mineiro sofre nova baixa

Frango

Preço do frango vivo mineiro sofre nova baixa

Frango vivo comercializado em Minas Gerais sofreu a segunda baixa do mês
Por:
18 acessos

Na terça-feira (11), o frango vivo comercializado em Minas Gerais sofreu a segunda baixa do mês: foi comercializado por R$2,85/kg, valor 3,4% inferior ao que prevaleceu entre os dias 6 e 10 de dezembro (R$2,95/kg), mas que nos últimos dias vinha sendo alvo de descontos.

Com a nova cotação, o frango vivo mineiro apresenta redução de preço de, praticamente, 11% nos últimos 30 dias, enquanto em relação à mesma data de 2017 registra acréscimo de apenas 3,6% (R$2,75/kg em 11 de dezembro do ano passado). Já em termos bienais constata-se uma redução, nada desprezível, de 13,6% (R$3,30/kg em 11 de dezembro de 2016).

A esta altura, o frango vivo comercializado no interior paulista volta a apresentar sensível diferença em relação ao produto mineiro. Mas só na aparência, visto que a cotação de R$3,00/kg, inalterada há mais de 30 dias (desde 7 de novembro passado), permanece como simples referencial ou preço máximo, pois parte substancial dos negócios é realizada com descontos que podem chegar e até superar os 50 centavos. Na prática, portanto, o valor médio do frango vivo nas duas praças vem sendo muito similar. 

Considerado, porém, o valor de referência, São Paulo opera com redução zero em relação aos preços de 30 dias atrás, enquanto em termos anuais registra valorização ligeiramente superior a 11% (R$2,70/kg em 11 de novembro de 2017). No entanto, comparativamente aos preços de dois anos atrás, o valor atual apresenta, também, variação nominal igual a zero, pois em 11 de dezembro de 2016 o produto foi comercializado por R$3,00/kg. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink