Preço do leite no Rio Grande do Sul tem alta de 2,44%
CI
Agronegócio

Preço do leite no Rio Grande do Sul tem alta de 2,44%

A alta favorece principalmente as propriedades que adotaram o sistema de produção de leite a pasto
Por:

O fluxo da produção de leite nas principais bacias leiteiras do Rio Grande do Sul se mantem estável. Não está sendo registrada queda expressiva na produção devido ao fato de até o momento, não se registrar uma diminuição do volume de alimento, nem tampouco o decréscimo da qualidade das pastagens disponibilizadas para o rebanho.

A situação não vinha ocorrendo nos últimos anos, pois, na maioria das regiões, no mês de janeiro e fevereiro se registravam quedas na produção. Contudo, está sendo esperado para o próximo período uma pequena redução no volume de produção, já que algumas forrageiras de verão se aproximam do final de seu ciclo.

O estado geral dos animais seja do ponto de vista sanitário ou nutricional é muito bom. É muito bom também o desenvolvimento que está apresentando as lavouras de milho destinadas à produção de silagem, prática que já está sendo realizada por alguns produtores.

Em relação ao mercado, com base no acompanhamento dos preços realizados pela Emater/RS, o preço leite na semana apresentou uma pequena elevação de 2,44%. Resultado que favorece principalmente as propriedades que adotaram o sistema de produção de leite a pasto que, em função das boas condições climáticas, estão apresentando um melhor resultado econômico devido à sua menor dependência em relação ao alimento concentrado. As informações são da assessoria de imprensa da Emater/RS.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink