Preço do leite sobe e sinaliza reversão
CI
Agronegócio

Preço do leite sobe e sinaliza reversão

Conseleite divulgou alta de 0,4% no valor pago ao produtor em setembro
Por:

Conseleite divulgou alta de 0,4% no valor pago ao produtor em setembro

Depois de apresentar queda por quatro meses consecutivos, o preço do leite pago ao produtor reagiu em setembro. O fato, divulgado nesta segunda-feira (18) pelo Conseleite, traz novo ânimo para o setor e confirma expectativa do mês anterior. Com aumento de 0,4% em setembro (R$ 0,5571) sobre agosto (R$ 0,5349) o conselho desenha um quadro de reversão e projeta para outubro valor médio de R$ 0,5602, um crescimento de mais 0,5%.

Segundo o presidente do Conseleite e da Fetag, Elton Weber, o cenário sinaliza recuperação. Segundo ele, isso deve se confirmar nos próximos meses porque as indústrias já admitem que há redução na captação de leite. A queda na produção, em pleno período de safra, é consequência, conforme Weber, do alto custo dos insumos, do baixo preço pago ao produtor e das pastagens de verão que ainda não estão prontas. "Nesta safra, não teremos a produção esperada." Para o dirigente, de modo imediato, isso aponta para a estabilidade, mas com tendência de aumento em pleno período de safra, que está com produção equivalente à entressafra.

O presidente do Sindilat, Carlos Feijó, avalia que os resultados afastam o medo de queda no preço, mas ainda não garantem aumento expressivo de valor. Para ele, a redução na produção está antecipando o que normalmente acontece em março. "Definitivamente, é um ano atípico." Ele acredita que, com o baixo valor pago na entressafra, o produtor equacionou a produção, dando menos suplemento aos animais.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink