Preço do milho pode subir com redução de área no MT

Agronegócio

Preço do milho pode subir com redução de área no MT

Em algumas regiões, produtores projetam uma retração de 30% a 35%
Por:
2789 acessos

Folha do Estado - A diminuição da área plantada do milho para a safra 2010/2011, até o momento estimada em 9,3%, conforme levantamento do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), certamente ajudará na elevação dos preços do grão no Estado. Existem algumas regiões em Mato Grosso, como a norte, nas redondezas de Lucas do Rio Verde e Sorriso, em que os produtores projetam uma retração de 30% a 35% na área plantada, refletindo, diretamente, nos preços.

O delegado da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) em Lucas do Rio Verde, Ronaldo Cezário, comenta que o incremento, mesmo que pequeno, é fato, pois a demanda pelo grão continuará igual. “No mínimo os valores da saca ficarão como estão, na casa dos R$ 15 a R$ 16, podendo chegar a R$ 17. Os preços são considerados excelentes, visto o preço de mercado estar cotado em R$ 13,98, e até julho estavam sendo comercializados a R$ 7”.

Cezário acredita que se não fossem as más condições de logística existentes em Mato Grosso seria possível que os preços da saca do milho chegassem ao patamar de R$ 21, no próximo ciclo. “Porém, não temos como mexer muito nos valores, senão nosso produto ficaria muito acima do preço do mercado, em razão do custo do frete para transportá-lo”.

Na última semana, a saca do milho atingiu R$ 17,94 em Rondonópolis, maior preço registrado este ano em Mato Grosso.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink