Preço do Suíno Vivo na região Sul mostrou novo retrocesso em maio
CI
Imagem: Pixabay
BAIXA

Preço do Suíno Vivo na região Sul mostrou novo retrocesso em maio

Os dado em relação a maio mostrou que o preço médio do suíno vivo apresentou retrocesso mensal e anual
Por:

Os dados divulgados pela Embrapa através de sua Central de Inteligência de Aves e Suínos em relação a maio, mostrou que o preço médio do suíno vivo comercializado pelos suinocultores na região Sul apresentou retrocesso mensal e anual.

A comercialização pelos Estados indica que enquanto o Rio Grande do Sul e Santa Catarina apresentaram retrocesso, o Paraná conseguiu evolução na comercialização do animal.

No Estado Gaúcho o preço retrocedeu para R$4,99, significando quedas de 0,4% e 13,2% sobre abril último e maio de 2021, respectivamente. No Paraná o preço alcançou R$6,45, equivalendo a incremento mensal de 2,5%, mas apontando queda de 2,7% em doze meses. Em Santa Catarina o suíno foi comercializado por R$5,10, apontando quedas de 7,3% no mês e de 20,4% sobre maio do ano passado.

O resultado foi um preço médio regional de R$5,51, equivalendo a retrocessos de 1,6% no mês e de 12% em comparação ao recebido no mesmo período do ano passado. O acumulado nos primeiros cinco meses do ano atinge valor médio de R$5,57 e apresenta queda de 10,9% sobre o mesmo período do ano passado.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.