Preço do tomate começa baixar para os consumidores
CI
Agronegócio

Preço do tomate começa baixar para os consumidores

Para estimular ainda mais a concorrência, supermercados baixam os preços e divulgam promoções
Por:
Com o preço do tomate nas alturas, consumidores estão fazendo pesquisas e comprando em dias de oferta. Para estimular ainda mais a concorrência, supermercados baixam os preços e divulgam promoções. Rede supermercadista Modelo, por exemplo, anuncia a redução gradativa do preço do fruto em Cuiabá e Várzea Grande nas próximas semanas. Nesta quinta-feira (11), o quilo nas 10 lojas da rede foi vendido por R$ 3,99, e segundo o coordenador de perecíveis, Hélio Rubens Magalhães, deve ser mantido em torno de R$ 5, valor bem abaixo do que foi visto nas últimas semanas nas feiras e supermercados das duas cidades, quando chegou a R$ 10 em alguns estabelecimentos.
  
Em outra rede, a Compre Mais, também há promoção e na quarta-feira os consumidores levaram um dos principais ingredientes da salada por R$ 3,99. Nesta quinta-feira, o preço voltou para R$ 4,49 e de acordo supervisor de vendas Derli Locatelli, deve permanecer nesta média. Nos supermercados Compre Mais, o tomate chegou a ser vendido por R$ 7,89. No Modelo o maior preço foi de R$ 8. 

Conforme Magalhães, a promoção Modelo é possível graças a uma parceria com fornecedores dos estados de Goiás e do Paraná. “Cerca de 20 toneladas de tomate foram compradas para a promoção desta quinta e negociação para as próximas semanas já está em andamento”, adianta. “A queda nas vendas é natural diante do preço, mas acreditamos que ele deve ser estabilizado em R$ 4 ou R$ 5 e as pessoas voltarão a consumir a mesma quantidade de antes”. 

Locatelli aponta que a queda no volume de vendas provocou a diminuição do preço. “As pessoas passaram a comprar menos tomate ou substituir ele por outro fruto e legume. Neste período houve uma oferta grande que tinha que ser comercializada já que o produtor estava com o fruto colhido e maduro e precisava vender”. 

Comerciante, Ivanilce Medeiros diminuiu o consumo do fruto em casa, mas conta que não pode fazer o mesmo na lanchonete dela. “Em média, em cada sanduíche que fazemos utilizamos pelo menos 3 rodelas de tomate. Pagando mais de R$ 8 pelo quilo. Tivemos que diminuir o tamanho da fatia para não repassar o custo para nossos clientes, disse ela ao lembrar que além de caro, o tomate que está sendo vendido nos últimos meses não é de boa qualidade.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.