Preço dos lácteos estão em queda
CI
Imagem: Marcel Oliveira
DEMANDA EM DESACELERAÇÃO

Preço dos lácteos estão em queda

Leite e derivados vinham de quatro altas consecutivas, mas movimento não resistiu em outubro
Por: -Aline Merladete

A ampliação da oferta e a desaceleração da demanda derrubaram os preços dos produtos lácteos em outubro, apontou levantamento do Conselho Paritário Produtores/Indústrias de Leite do Paraná (Conseleite-PR), em reunião virtual promovida nesta terça-feira (17).

O setor vinha em quatro altas consecutivas até setembro – quando os preços chegaram aos maiores valores reais da história –, mas o movimento perdeu força e recuou. A queda aferida agora atingiu quase todos os produtos, inclusive os queijos. O preço de referência de outubro foi de R$ 1,8136, para o leite entregue em outubro e a ser pago em novembro: queda de 7,34% em relação a setembro.  

De acordo com as informações divulgafas pela Federação de Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), o mercado interno foi afetado pela oferta, ampliada pelas importações de produtos lácteos, que saltavam de US$ 28 milhões em junho para US$ 71 milhões em setembro. No mesmo período, a captação de leite também aumentou, saindo dos 203 para os 230 pontos no índice de captação do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O maior volume do produto disponível no mercado interno afetou a relação oferta/demanda, contribuindo para o recuo dos preços dos lácteos. 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink