Preço pago ao produtor rural sobe 1,85% em SP
CI
Agronegócio

Preço pago ao produtor rural sobe 1,85% em SP

O grupo formado pelos seis produtos de origem animal foi o que apresentou maior alta
Por:
Os preços recebidos pelos produtores rurais do Estado de São Paulo tiveram um aumento de 1,8% em novembro, de acordo com levantamento feito pelo Instituto de Economia Agropecuária (IEA), órgão da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento.

O grupo formado pelos seis produtos de origem animal foi o que apresentou maior alta, com 3,58% no mês. Já os 14 produtos de origem vegetal tiveram alta de 1,20%, conforme relatório do IEA.

Já o item da lista geral que mais subiu no período foi a laranja de mesa com mais 14,86%. A entressafra e os primeiros dias de calor "revertem às expectativas para os preços, que agora tendem a elevar-se com a entrada do verão num horizonte até o começo da próxima safra", afirma o relatório.


Com o plantio da safra das águas atrasado por fenômenos climáticos e a consequente escassez entre novembro e dezembro, o feijão subiu 7,71% a segunda maior ata entre os produtos pesquisados. De acordo com o IEA, a reversão dos preços do feijão "depende dos volumes e do momento em que efetivamente inicie a oferta da safra das águas".

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.