Preços de suínos na Alemanha aumentam após interrupção nas exportações e frigoríficos
CI
Imagem: Pixabay
MERCADO

Preços de suínos na Alemanha aumentam após interrupção nas exportações e frigoríficos

Os preços dos suínos alemães aumentaram esta semana em sua primeira alta desde novembro
Por:

Os preços dos suínos alemães aumentaram esta semana em sua primeira alta desde novembro, disse a associação de criadores de animais alemães VEZG na quarta-feira (18).

O mercado está começando a se recuperar depois de ser atingido no ano passado por proibições generalizadas de importação de carne suína alemã depois que a peste suína africana (PSA) foi encontrada no país e a capacidade dos frigoríficos foi reduzida após surtos de coronavírus.

Os preços dos suínos subiram de 1,19 para 1,21 euros por quilo de peso de abate, praticamente o nível de novembro.

“Este é um raio de esperança após os problemas recentes, com as vendas de carne suína para a UE substituindo as exportações perdidas para a Ásia e os frigoríficos voltando a volumes de trabalho mais normais”, disse um trader de carne.

A China e outros países asiáticos proibiram as importações de carne suína alemã em setembro, depois que a PSA foi encontrada em um javali no leste da Alemanha, não em um animal de fazenda, causando uma queda nos preços dos suínos.

Isso levou a um deslocamento comercial, com outros países da UE aumentando as exportações para a China, enquanto as vendas alemãs para a Europa aumentaram.

A capacidade reduzida dos frigoríficos alemães também fez com que os porcos fossem mantidos nas fazendas por mais tempo do que o necessário, tornando-os grandes demais para o abate padronizado.

Os abatedouros e frigoríficos alemães tornaram-se hotspots do COVID-19 no ano passado, o que resultou em uma grande sacudida na indústria e na melhoria dos padrões de saúde, mas as mudanças significaram que os matadouros alemães também reduziram a capacidade.

“No mercado alemão de matadouros de suínos, o excedente e o sobrepeso (animal) continuam a desaparecer”, acrescentou o VEZG. “Em algumas regiões, o marketing é normal novamente sem problemas.”

“Mas em algumas áreas permanece um excedente de oferta.”


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink