Preços do café robusta saltam para máxima de 16 meses no Vietnã

Agronegócio

Preços do café robusta saltam para máxima de 16 meses no Vietnã

País é o maior produtor mundial da variedade robusta
Por:
972 acessos
Os preços do café no Vietnã subiram para uma máxima de mais de 16 meses no início do novo ano safra, enquanto uma ampliação dos descontos oferecidos sobre os preços futuros globais indicam que as exportações deverão subir este mês ante um ano atrás, disseram operadores nesta terça-feira.

Maiores carregamentos do Vietnã, maior produtor mundial da variedade robusta, em outubro, primeiro mês da nova temporada, podem pressionar os preços internacionais, que atingiram uma máxima de vários meses na segunda-feira depois de notícias sobre clima seco no Brasil.

Os preços do robusta no Vietnã subiram cerca de 3 por cento nesta terça-feira, para 42.100 a 42.200 dongues (1,98 dólar) por kg, maior nível em mais de 16 meses, disseram operadores. O contrato novembro do robusta na bolsa de Londres subiu para 2.176 dólares por tonelada na segunda-feira, maior cotação desde 13 de maio, enquanto o arábica em Nova York bateu a máxima de dois anos e meio.

Houve poucos negócios, no entanto, nesta terça-feira em Daklak, principal província produtora do país, devido a estoques baixos antes da colheita ganhar ritmo no mês que vem, disseram operadores. No mercado de exportação, exportadores aproveitaram a oportunidade criada por maiores preços para fixar contratos de carregamento futuro.

"Muitos começaram as especulações sobre a nova safra, enquanto os descontos cresceram rapidamente acompanhando a alta nos mercados futuros na noite passada", disse um operador de uma empresa europeia na cidade de Ho Chi Minh. 

Os descontos para o robusta tipo 2,5 por cento de grãos pretos e quebrados para carregamento no próximo mês subiram para 90 a 110 dólares por tonelada, ante 70 a 80 dólares por tonelada na semana passada, contra o contrato janeiro da bolsa de Londres, que atingiu máxima de cinco meses na segunda-feira. 

Os futuros e os diferenciais geralmente movem-se em direções opostas. "Devido à alta nos preços globais, as exportações podem ser impulsionadas mesmo antes do pico da colheita", disse o operador de Ho Chi Minh.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink