Preços do milho chegam a um outro patamar

VALORES

Preços do milho chegam a um outro patamar

A pesquisa do Cepea desta quinta-feira registrou alta diária de 0,98%
Por: -Leonardo Gottems
506 acessos

A pesquisa diária do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), realizada ontem (27.12) indicaram que os preços do mercado de milho brasileiro chegaram a um outro patamar, mais alto. De acordo com o especialista Luiz Fernando Pacheco, analista da T&F Consultoria Agroeconômica, em alguns locais, não é a primeira vez que os preços sobem. 

“Na região de Campinas, que é referência para o milho nacional, os preços do milho estão se movendo pela quarta vez em um patamar mais elevado do que aquele em que tinham oscilado nos últimos 20 dias”, informou o analista em seu boletim informativo diário, que foi divulgado hoje. 

Nesse cenário, a pesquisa do Cepea desta quinta-feira registrou alta diária de 0,98%, para R$ 38,16, acima da linha de resistência de R$ 38,00 que vigorava nas últimas quatro semanas, elevando os ganhos de dezembro para 3,86%, “o que é simplesmente 8 vezes mais do que os rendimentos da poupança oficial”.  

“Esta alta dos últimos dias foi calcada sobre as preocupações com os eventuais problemas climáticos que ocorrem sobre a safra de verão, embora as previsões oficiais das duas safras seja a de um aumento de 0,2% na área plantada, 12,5% na produtividade e 12,8% na produção a ser obtida. Isto poderá pressionar os preços a médio e longo prazos, se o clima não danificar significativamente as lavouras”, indica ele. 

Além disso, ele informou que continua a tendência de alta nas cotações da B3 depois das informações de possibilidade de seca nos estados do PR, do MS, do RS e de MG registrar indícios de que o milho plantado no estado começa a perder produtividade. “Nesta quinta-feira as cotações do milho da safra de verão na B3 voltaram a subir, mas as cotações da próxima safrinha, caíram: Jan19 0,17%, Mar19 0,17%, Mai19 0,15%, Jul19 -0,04%, Set19 -0,04% e Nov19 -0,04%”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink