Preços do robusta sobem com alta internacional

Agronegócio

Preços do robusta sobem com alta internacional

Cotações do café robusta tipo 6 são as maiores desde setembro de 2009
Por:
1128 acessos
Os preços do café robusta registraram altas significativas em novembro. O aumento nas cotações internacionais, devido ao atraso na entrada da safra do Vietnã, elevou os preços no Brasil. O Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 acima teve média de R$ 187,14/saca de 60 kg em novembro, forte alta de 7,7% em relação à média do mês anterior. Já para o tipo 7/8 bica corrida, a média mensal foi de R$ 178,72/saca, avanço expressivo de 7,8% no mesmo período. Na Bolsa de Londres (Euronext.Liffe), o contrato com vencimento em janeiro fechou a US$ 1.789/tonelada em 30 de novembro, recuo de 7,2% em relação ao dia 1º.


Robusta sobe quase 8% em um mês


Apesar de ainda estarem longe dos patamares máximos da série, as cotações do café robusta tipo 6 são as maiores desde setembro de 2009 – em termos nominais. Em janeiro de 2009, o robusta tipo 6 peneira 13 acima era negociado próximo dos R$ 230,00/sc, mas começou a recuar, chegando a ficar abaixo de R$ 150,00 em novembro/09.

Houve alguma recuperação, mas, em abril de 2010, voltou a oscilar em torno de R$ 155,00, pressionado pela maior oferta do robusta nesta temporada. Segundo a Conab, a produtividade dos cafezais do Espírito Santo avançou cerca de 5% nas últimas duas safras (2010/11 sobre 2008/09). A desvalorização do robusta nacional refletiu também sua baixa competitividade no mercado internacional em função do câmbio, o que levou à diminuição das exportações. Como agravante, o produtor enfrentou ainda o aumento do custo de produção. A melhora nas cotações do robusta deve-se principalmente à alta nos preços internacionais motivada pelas chuvas no Vietnã, o maior produtor dessa variedade. As chuvas em excesso prejudicaram a colheita e devem impactar também a qualidade do grão.
 


Assim que as precipitações cessaram, contudo, os preços voltaram a cair. Apesar das quedas na Bolsa de Londres, no médio prazo, os preços do robusta podem se manter firmes. O governo vietnamita deve iniciar um programa de estocagem de grãos, estimado em 300 mil toneladas de café (5 mil sacas de 60 kg) por seis meses, segundo notícias veiculadas nas últimas semanas. O objetivo do programa é evitar a queda de preços, visto que dezembro deve ser pico de colheita no país. Se confirmada a ação do governo vietnamita, um número maior de compradores pode recorrer ao café robusta brasileiro.

As informações são da assessoria de imprensa do CEPEA.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink