Preços do suíno vivo voltam a subir no mercado brasileiro
CI
Agronegócio

Preços do suíno vivo voltam a subir no mercado brasileiro

Maiores altas foram verificadas no Sudeste do país
Por:
SÃO PAULO - Os preços do suíno vivo voltaram a subir na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, com as maiores altas verificadas no Sudeste do país, informou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada na quarta-feira (15).

A alta é justificada principalmente por uma redução na oferta dos animais, já que muitos ainda não estariam no peso ideal para abate, disse o centro. Os representantes de frigoríficos, por outro lado, acreditam que os produtores estejam limitando a oferta estrategicamente para gerar uma recuperação dos preços.


Na última semana, o preço do suíno vivo subiu 4,6 por cento na região de Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba, com o kg do suíno negociado a 2,60 reais. A região de Avaré/Fartura (SP), por sua vez, registrou uma alta de 8,4 por cento no preço pago ao produtor, passando para a média de 2,57 reais por kg.


No Sul do país, no entanto, algumas regiões continuam em queda por conta da típica demora de atualização dos preços em relação ao Sudeste, decorrente da predominância do sistema de integração.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.